E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Pimenta em Carne Viva!

.


Salve Salve, Amigos da Sofia!



Tenho 32 anos de existência.
Uma grande lástima que carrego e que não conseguirei sanar é o fato de não ter podido assistir a um show - um único, que seja - da inclassificável Elis Regina. Hoje faz trinta anos que essa brasileira ascendeu aos céus mais longínquos deixando floridos no jardim dos mortais sedentos por cultura e qualidade de alma que aqui ficaram, os registros de sua voz e a opulência de sua luz reacionária.

Conheci a obra de Elis depois de quase adulto, na adolescência. Uma fita cassete com várias músicas gravadas de vários cantores da MPB... E lá estava ela! Nunca vou esquecer: noite estrelada, eu entediado em minha cama, na solidão do meu quarto, em casa de minha mãe, e... De repente, uma voz que parecia surgir de dimensões que nem sabia se (que) existiam. Varri todos os pensamentos torpes para bem debaixo da cama, quase parei de respirar, e toda a minha atenção voltou-se para aquela voz... Liguei para a amiga que me emprestara a tal fita e perguntei, acordando-a com a ligação:
- Quem é ela?
-Ela quem, meu amigo?
- Essa mulher que canta "não quero lhe falar, meu grande amor, de coisas que aprendi nos discos..." Daquela fita que você me emprestou.
- Ah, a Elis?
- Elis?
- Elis Regina. Posso voltar a dormir?
Uma intimidade que só quem conhece Elis sabe que é possível, pois, ela mesma permite. Desliguei o telefone e nunca mais me esqueci dessa voz, dessa mulher, desse nome...

Pesquisei. Perguntei, no dia seguinte, para a minha mãe, que me falou sobre a tal cantora. Mas, o que me chocou, quase tanto quanto a sua voz magnífica e sua energia vibrante, foi a notícia que Elis não estava mais entre nós. Não! Não! Não! Não! Não! Não! Não! Cheguei tarde! Ela partira dois anos depois do meu nascimento. Meu Deus! Foi revolta só.
Lembro de ter olhado para o céu, em uma outra noite estreladíssima, tempos depois, quando eu fugia para o telhado da casa dos meus pais, para olhar a imensidão, e tentei descobrir qual daquelas estrelas era Elis.
Não consegui.
Se Elis brilhasse naquele céu todos pensariam que estava dia, a luz irradiaria muito além!
Hoje, trinta anos de sua morte, eu venho reverenciar e agradecer a Pimentinha que tanto enfeitou a minha vida com toda a sua força, com toda a sua honestidade visceral, com toda a sua voz ferina, protetora e desafiadora... Elis!
Hoje não é dia de luto nem de tristeza... É dia de alegria, de celebração e de agradecimento! Elis existiu nesse planeta, no nosso país, e, depois de sua passagem terrena, mais Nada Será Como Antes!

Uma Lágrima Só!


Concederei a você

Apenas uma lágrima

Uma lágrima só

E depois

Após

A minha pálpebra

Umedecer

Vou esquecer

Por que choro

E lembrarei-me de você

E te darei sorrisos

Milhares

De todos os tamanhos

De muitos e diferentes

Jeitos

E saberás que te amo

Apenas isso:

Uma lágrima

Milhares de sorrisos

E o meu eterno amor!


(Escrevi esse poema já tem bastante tempo, em manifesto ao amor por Elis... Publiquei-o, inicialmente, aqui no Amigo da Sofia! Clique AQUI e veja a publicação original.)




A pimenta aquece todos os meus momentos únicos;

Ouço, amo, aprendo, aqueço, permaneço!


video


Elis, para tornar a vida ainda mais florida!



5 comentários:

  1. Querido Whesley,obrigada pela visita e pelos comentários tão gentis!Vc tem razão quando relembra Elis...Sempre fui admiradora de sua voz.Linda mulher e maravilhosa cantora!Pena que se foi tão cedo...Dela ficaram as lembranças.Dentro de nós.Devlesa! Beijos salpicados de estrelas!

    ResponderExcluir
  2. Whesley,
    Este post fico maravilhoso!
    Muito linda esta sua paixao pela Elis.
    Sempre admirei isto em voce e aprendi a gostar ainda mais das cancoes dela atraves de voce!

    Abracos de Luz,
    Gitano Elson

    ResponderExcluir
  3. Querida Cezarina,

    Visitar seu blog é saboroso, encantador! Elis ficará eternamente em nós, em nossa alma, não é?
    Obrigado pela amizade e carinhos tão preciosos!

    Luz e Paz!

    ***

    Gitano Elson,

    Fico muito feliz por sabe que fui ponte entre você e Elis.. Sou mesmo apaixonado por ela, por tudo o que ela representa e significa!
    Obrigado pelo carinho!

    Luz e Paz!

    ResponderExcluir
  4. Querido amigo amado,
    Realmente Elis foi maravilhosa e continua sendo em nossas lembranças, obras e tudo que muitos fazem em seu nome.
    Lindo poema para esta Star.

    Adorei, qdo me permitir irei publicá-lo em meu blog.
    Te amo,
    Bjos de fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida amiga,

      Elis é estrela que nunca se apagará, de fato! Fico feliz que tenha gostado do poema que escrevi para Elis... Permissão concedida! Rs!

      Ótimo final de semana para ti tb, amada!

      Bjs!

      Luz e Paz!

      Excluir

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?