E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Coisa Com Coisa

.

Vejo pessoas achando coisas
Coisas envolvendo pessoas
Mas não quero ver aqui
Pessoas outras
Que não falam coisa com coisa.
E coisas passando em todo momento
Em velocidade de pensamento.
Quantas coisas existem além?
E quanto porém
Existe nas coisas?
Quantas coisas posso ter
E quanto ser
Pode haver em cada coisa?
É questão de querer aprender
Observar e respeitar
O limite do requinte
Que é apresentado nas coisas.
Perder alguma coisa
Pode ser o sinal
De que virão muitas novas outras coisas.


Mas, cada coisa há seu tempo!



3 comentários:

  1. Oi Whesley,
    Cada dia encantas mais com suas poesias e poemas tão profundos e amáveis.
    Obrigado por sua vida neste mundo! Obrigado mais ainda por compartilhar este lindo e iluminado dom de Deus!

    ETAV infinito e um pouco mais!
    Abraços,

    ResponderExcluir
  2. Olá amigo
    Não se preocupe, se alguma coisa não der certo, faremos tudo novamente.
    Bom fim de semana.
    Saudades
    Abração

    ResponderExcluir
  3. Querido Whesley! Saudades da tua carinhosa presença em meu cantinho...Parabéns pelo poema!LINDO!FILOSÓFICO!PROFUNDO!Um grande abraço repleto de carinho!Um beijo perfumado de violetas e cintilações de Luar Cigano...

    ResponderExcluir

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?