E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

sábado, 27 de julho de 2013

Flor de Anômalo




Tantos telhados te abrigaram

E outros tantos cobertores te aqueceram

Enquanto você visitava o desconhecido

Para trazer em seu coração já remido

A anomalia

Que outrora esbaldava corpos sadios

Na tentativa insana

De uma cura profana

Para os anseios tantos


Correr já não te basta

Morrer já não é importante...


E outras horas

De uma regra tão gasta

Não mais te aflige o sorriso

Em seus fortes delicados passos

Que trazem o corte preciso

Na vastidão do jardim

Que exala perfumes incoerentes

E espinhos servindo de laços

Para as rosas mais eloquentes


E tudo bem pra mim

Se assim

Você consegue ser feliz

Fingindo (para si mesma) como atriz.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?