E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

sábado, 5 de setembro de 2015

Epifania (Demoras Ancestrais)

 
Fonte da Imagem: Google Imagens - Tema: Metafísica
 
Não vou morrer de meras fantasias
Não! Eu vou ser tragado por cruezas
Pela carne viva pulsando em sangrias.
Necessito da urgência das belezas

Não aquelas de vitrine, tão perfeitas
Plásticos com sabor de nada, vaidade.
Mas, as repletas de erros e refeitas
Com carga colorida de humanidade!

Amanhã é um tempo longe demais,
Nunca chega! E demoras ancestrais
Transformam brisas em vendavais!

Em mim há uma dimensão epifânica
Astronômica, quixotesca, nuclear
Ultra-sônica, novelesca, estratosférica!

Um ser exaurido e exausto de si
Que se recusa a sucumbir!

Só por isso! Somente assim!
 
 
 
 

2 comentários:

  1. A vida real é feita de tudo...
    Excelente poema, gostei imenso.
    Tenha um óptimo fim de semana.
    Abraço poético, caro Whesley.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado caro Jaime! Fico imensamente feliz que tenhas gostado. Vou visitar-te também, com licença!

      Ótimo fim de semana! Abraço igual!

      Luz e Paz!

      Excluir

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?