E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Vela Acesa Dentro D'água

 



Quando o sol foge dos meus olhos
E um dia ruim chega de surpresa
Percebo o quanto sou frágil, só
E o quanto são falhas
Todas as minhas certezas.
Acaba sendo muito difícil respirar
Quando algo aperta a garganta
E a utópica força para suportar
Esvai-se antes mesmo de gerar
Qualquer ilusão de conforto
Ou descanso
Em meu velho coração jovem
Que almeja conquistar o remanso
Mas sangra com os espinhos
Escondidos pela doce paisagem.
Percebo sombras e vultos me seguindo
E, estranhamente, não os temo
Porque de alguma maneira
Também estão correndo
Das dores causadas pela culpa
Pelo triste
Confuso e mesquinho desamor
Que petrifica a alma e a macula
Com involução, traição e rançoso rancor.

A mortífera e lancinante mágoa
Faz do espírito vela acesa dentro d'água!



 



~ : : ~






Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?