E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Pedra Voadora





A noite serena
 
Grita em meus tímpanos
 
Entorpecidos
 
Pelo torpe cheiro de alfazema
 
Exalado
 
De uma sensação estranha
 
De inquietude existencial...





E um gárgula
 
Pousado em minha janela
 
Fechada
 
Sorri pra mim
 
Como quem diz:
 
Voa
 
Mesmo sendo de pedra!






Salve queridos Amigos da Sofia,

Estou de volta! Depois de um período de intenso trabalho somado a um problema grave no meu computador agora estou novamente conseguindo publicar no meu tão amado blog.  O poema que trago hoje não é novidade para quem acompanha o Amigo da Sofia há mai tempo. Mas gosto muito dele! Ele denuncia minha esquizofrênica vontade de viver, como diz o cantor Lobão na canção, "dez anos a mil do que mil anos a dez"!

Que nosso Dezembro (ou o que resta dele! Rs!) seja repleto de poesia, luz e paz!






Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?