E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Esquinazofrenia


 



O meu coração tem milhões de becos

E cada rua, cada esquina, cada arvoredo

Remete ao rebento sonho antigo

Que pulsa o pulso latente e cortante;

A vontade imensa e incessante

Que o meu coração tem de existir.



O andarilho, o despojo, o mendigo

Que carrega suas ausentes lembranças

Amarrotadas dentro de um saco de lixo

Pintado com cores de perdidos sorrisos.



Cada voz que ouço me chamando

Cada ilusória realidade que invento

Cada vulto que me apavora

Cada grito que quebra o meu silêncio

Cada insulto que me desaprova

Finjo esquecer em cada esquina que dobro;

Fujo daquilo que sou eu mesmo em dobro!






 
Porque dentro de mim há esquinas incontáveis e incalculáveis caminhos que se aproximam, se cruzam e novamente se distanciam... Ao infinito! Cada um de mim fica por essas esquinas à espreita me esperando passar e, no momento exato - nem mais, nem menos - me surpreendem modificando todo o trajeto que me fez ser quem sou. Há tantos de mim em imensuráveis esquinas no meu ser e, mesmo assim, se faltasse um, apenas um, já não seria mais eu. Seria um outro! Conheço poucos, mas amo a todos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?