E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

quinta-feira, 29 de março de 2012

Infalivelmente Vencido!

.


Hoje, um traço imperceptível de um cinza triste maculou o céu do meu horizonte. E pela primeira vez percebi o sol enfraquecido por um negrume crescente e incerto alimentado por uma nebulosa de dúvidas e interrogações daninhas. Não queria perder os tons das cores mais sutis que estavam alimentando essa ilusão tão saborosa que me fazia melhor...


Jaz algo quebrado e definitivo!




sábado, 17 de março de 2012

Clara Manhã

.


Os tambores

A batucada

Os pássaros cantores

A revoada


As cores

Tonalidades disformes

Os sabores

Cheiros degustadores


A claridade

A distração sorridente

A respiração

Ainda há pouco ausente


O pulso

A vida

O curso

O sorriso enternecido


Tudo de volta onde deveria estar!


~ .:::. ~





~ .:::. ~



Salve Amigos da Sofia,

Ando meio nostálgico e saudosista, mas é por pura celebração. Meu coração está em festa e, silenciosamente, já estou comemorando... Quarto ano do Amigo da Sofia. Quarto aniversário que se aproxima... Em Abril! E a vida nos permite vivências e experiências maravilhosas no decorrer do caminho. Por isso ando relembrando algumas poesias que já publiquei aqui no percurso desse período de existência... Hoje não é diferente. Trago esses versos tão simples e tão importantes para mim, Clara Manhã.

Espero, com todo o meu coração, que gostem.



Luz e Paz!

sábado, 10 de março de 2012

Sonhos e Provimentos

.

Um dia eu sonhei viver assim...

Onde o vento me governasse
E a liberdade me dissesse
O que fazer
Como sorrir
De que maneira viver!

Um dia eu sonhei viver assim...

Com a lua me abrigando
E a brisa conduzindo
Os dias em que pude
Ser realmente eu, vivendo!

Um dia eu sonhei viver assim...

Lendo as páginas que a vida escreveu
Desenhando as letras do verso que me inspirou
Como o nômade de alma livre
E corpo leve... Alma tangente!

Um dia eu sonhei viver assim...

Com as lágrimas lavando o que está impuro
E as flores colorindo o que havia duro
E os espinhos expiravam, e os sorrisos apareciam...

Um dia eu sonhei viver assim...

Viajar por entre os sentimentos
E conduzir os meus sonhos
Através dos provimentos
Do sagrado humano... Em mim!

Um dia eu sonhei e vivi assim!



quinta-feira, 1 de março de 2012

Um Instante Eterno!

.


Os lábios parados no cristal da taça cheia de vinho branco remetiam o pensamento de Gisa à dias tão distantes e agora tão alheios que as lágrimas não encontraram nenhuma dificuldade em rolar por todo o seu delicado rosto de traços firmes e serenos. Mas a emoção presente era felicidade. Seu coração permanecia em festa, mesmo depois de tantos anos... Talvez séculos! Um dia, o amor a visitara e isso bastava para Gisa. Suas esperas e suas demoras ficaram silenciosas novamente diante de tamanho sentimento que ainda nesse instante pulsa vida exalando brilho e bombeando o rubro e orvalhado sangue que percorre cada um de seus poros. E aquele vinho adocicou de maneira especial porque amar é especial.
Gisa sorriu.
E seu sorriso eclodiu labaredas de vida ao seu redor.
Ninguém naquela festa entendeu, mas seu batom vermelho na borda da taça suntuosa permitiu a Gisa seu momento de oração.
Era assim que ela conversava com Deus: amando!








Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?