E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

sábado, 6 de agosto de 2011

Soneto Intragável

.


Vou fumar um vulcão
Expelir todo espólio social
Toda essa convenção
Que me torna amoral.


Vou plastificar uma constelação
Grafitar os muros do universo
Solidificando minha concreta abstração
Seguindo em frente, revertendo o retrocesso.


A fumaça magmática do desaviso
Dançando, incoerente e alucinante,
Desenha o meu ensaiado improviso.


E o universo permanece sem destino,
Eu continuo inventando meus caminhos;
Insistente batalha entre o eu-velho e o eu-menino!







Um comentário:

  1. Olá amigo
    Apesar da indignação, precisamos continuar a traçar nossos próprios caminhos. Os outros são só os outros.
    Bjux

    ResponderExcluir

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?