E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

domingo, 2 de janeiro de 2011

A Última Gota do Oceano

.


Quando penso em lutar ou desistir em relação aos meus objetivos na vida sempre recorro à última gota do oceano... Diante de algum impasse, ou problema, ou situação de difícil solução é recorrente o incentivo à desistência que encontramos beirando os passos do caminho, à espreita. Não falta quem diga:

- Deixa isso pra lá!

Ou:

- Sai dessa!

Às vezes:

- Isso não vai dar certo, é melhor você desistir!

Há pessoas que, definitivamente, arrastam suas existências a um certo conformismo que causa a mais vigorosa irritação em quem não deixa de pensar em como seria se tivesse tentado mais uma vez, feito eu. Só mais uma vez!

Metaforicamente, quando se está nadando para chegar a algum lugar, ou alcançar determinado objetivo é preciso, de braçada em braçada, vencer e conquistar um oceano inteiro. E quantos oceanos se tem que percorrer diariamente? O grau de dificuldade é devastador e, a cada retomada de fôlego, o turbilhão parece nos vencer e a conseqüência é retroceder, naturalmente. A cada recomeço as forças estão menores e o ânimo se aniquila.

Existem aquelas pessoas que simplesmente desistem de nadar e ficam à deriva, subjugadas ao movimento e fluxo das ondas. O velho pretexto de “deixar a vida levar” pode ser demasiado perigoso e tentador, mas, também ferino e fatal. As ondas vão sim te guiar até a praia, contudo, as pedras e os rochedos é que estarão à espera; silenciosas e funestas anfitriãs.

Sem nenhuma sombra de dúvida pairando sobre mim prefiro acreditar na última gota do oceano, que me faz ter forças para chegar até o fim. Gota a gota vou vencer cada oceano que se apresentar diante dos meus braços vorazes por obstáculos a vencer. Exatamente como tantas outras tormentas que já percorri. Mesmo porque acredito que, o que busco, o que quero e o que espero pode estar me esperando justamente na última gota do oceano.

Pode até parecer lógico pensar que, depois de se ter nadado um oceano inteiro, não se vá conquistar alguma coisa, qualquer que seja, justamente na última gota, no derradeiro instante, no desesperado momento de se ter a profícua certeza de se deixar derrotar. Esse pensamento pode ser útil para confortar erroneamente quem parou de nadar e, agora, viverá com a incerteza tenebrosa de jamais saber como é que teria sido se houvesse a luta permanecido até o último resfolego. Cada um, entretanto, tem os seus motivos para agir da forma como se faz – resistindo ou desistindo – e, como não quero ser dono de razão nenhuma, proclamo o respeito a cada ser humano da mesma maneira igual e honrada. Isso é fortaleza!

Quando recorro à última gota do oceano, de cada oceano que supero para conquistar as paisagens dos horizontes mais diversos e distantes, assim o faço porque este é o meu processo de caminhar e nadar ainda uma vez mais sem correr o risco de ter que conviver com as âncoras contundentes do eterno “como teria sido?”...

Preciso acreditar que, cada gota vencida é uma gota a menos e o seu sabor único e efêmero deve ser degustado com sabedoria e emoção. Desta maneira me fortaleço e acredito que cada gota superada é uma distância percorrida... Em direção às conquistas, minhas!

A idéia de aceitar a possibilidade de parar de nadar a apenas uma gota de distância das realizações almejadas é devastadora e impulsiona a contínua tentativa, pois, tudo o que busco pode estar reservado na última gota do oceano.

***

Salve Amigos da Sofia!

Estive ausente por alguns dias, mas estou de volta... Saí ano passado e voltei esse ano... Piada! Rsrs! Decidi trazer, como primeira publicação do ano, um texto meu que muito aprecio. Espero que todos gostem e comentem...

Que todos vocês tenham um ano novo magnífico repleto de amor, saúde, paz, vida, sorrisos, alegrias e POESIA! Toda a poesia possível na vida de cada um que por aqui deixa suas essências, seus cheiros, suas voltas, seus passeios e suas amizades... Amo cada um de vocês! Obrigado por tudo e por sempre!

Que Deus nos abençoe!

Luz e Paz!

2 comentários:

  1. Meu querido amigo do coração,querido e meigo Poeta-Príncipe- Cavaleiro Medieval,alma nobre,gentil e sincera!Neste momento, não acho palavras para dizer-te da minha alegria em saber da visita que fizeste à minha tchêra gitana...Te agradeço imensamente pela tua amizade!Que neste novo ano que se inicia a Luz e a Paz estejam em teus caminhos!Que Dhiel ay Ikana Sara te abençôem e te cubram de muitas alegrias,saúde,amor e realizações!Me perguntaste quem era aquele cigano que desenhei,certo? É o retrato de meu filho mais velho,André...Agradeço-te pelos elogios!Sei que são sinceros.Parabéns pelo texto! Maravilhoso!Me tocou profundamente a alma...Com todo meu carinho te deixo aqui um beijo perfumado de rosas vermelhas!Feliz 2011!

    ResponderExcluir
  2. Oi Whesley,
    cheguei pelo sugestivo nome do seu blog, afinal Sofia nunca passa despercebida.
    Quanto a última gota, sou dos seus, também luto até o fim, e no meu balanço sempre tem dado certo.

    Parabéns pela volta.

    Estarei te lendo ...

    abraços

    ResponderExcluir

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?