E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Soneto Para Além do Oceano

.

(Ou Soneto Para Um Amigo e Suas Palavras)


Em um dia comum, cinza, sem aromas

Deus apareceu para mim
Ofereceu-me um arcanjo e disse:
- Esse chamará de amigo, mas é anjo... Rafael!


Guerreiro, iluminado, mensageiro de todas as coisas lindas
Que ainda viriam florescer em minha vida
Trouxe-me um baú, seu coração, e mostrou-me um real tesouro de verdade
Uma rochosa, profícua, sincera e vital amizade, a nossa amizade!


E desde então somos irmãos de coração
E desde então nunca mais soube o que é solidão;
Mesmo agora que há um oceano de distância


E a demora em nos reencontrarmos é permanência.
Mas a certeza de você sorrindo me faz feliz
E a verdade da nossa amizade profunda me conduz, me condiz!


***

Meu irmão,

Se você pudesse me ver agora, com certeza, veria em meus olhos a emoção imensurável, sem tamanho, que estou sentindo ao ler esse poema que você me mandou... Rapaz! E chegou a um momento tão delicado, tão sensível de descrença em algumas pessoas... É maravilhoso saber que tenho um irmão de alma que, mesmo do outro lado do oceano se faz tão presente, ao meu lado... Obrigado por isso! Obrigado por tudo! Obrigado pela poesia escrita em cada linha da nossa amizade... Obrigado por cada conversa que tivemos e por tantas vezes me iluminar só com o fato de ser meu amigo e não me julgar... Amo você! E me faz muita falta... Aqui em casa sempre falamos de você e de como queremos que esteja bem, com saúde e principalmente FELIZ... Quero muito que seja sempre feliz, meu irmão, porque assim eu serei também... Foi maravilhoso ouvir a sua voz e matar um pouco da saudade, que é grande... Manda notícias sempre, tá? Quando puder!

Fica com Deus!

Um abraço de saudade e amizade... na alma!


***

Salve Amigos da Sofia!

Hoje trago para compartilhar com vocês um soneto que escrevi destinado a um amigo-irmão que a vida me proporcionou há alguns poucos anos atrás, em épocas de universidade... Em uma aula bastante chata e eu bastante impaciente ouvi alguém pedindo para fazer uma leitura em dupla - determinação da professora da aula chata. Concordei sem fazer a menor idéia de que ali nasceria uma amizade tão pura e real com um ser humano tão maravilhoso e simples, Rafael (na foto abaixo). Escrevi esse soneto para ele ainda há pouco porque ele me enviou de Portugal - onde reside hoje com sua família - um poema tão lindo e honesto sobre nossa amizade. Um dos poemas mais lindos que já li em minha vida toda... É claro que não vou publicá-lo aqui sem a devida autorização de seu autor... (Mesmo porque o poema dele ficou muito mais lindo que o meu... Rsrsrsrs!)
Espero muito que gostem!
Aproveito - mais uma vez - para agradecer, com todo o meu coração a amizade de todos que por aqui passeiam e me deixam a alma repleta de flores... Obrigado!

Luz e Paz!

P.S.: O e-mail acima foi a resposta que escrevi para o Rafa assim que recebi o seu poema...


Esse é o Rafa (passeando na Espanha)!

2 comentários:

  1. Lindissima demonstração de amizade...

    parabéns aos dois..
    que Deus abençoe e continuem a amizade vida a fora...

    beijO! e até..

    ResponderExcluir
  2. olá, muito obrigada pela visita e por suas palavras!

    é muito bom encontrar um cantinho tão aconchegante como esse...

    parabéns pelo blog, belíssimo!

    ResponderExcluir

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?