E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 22 de março de 2010

Comunidade Eu Leio o Blog Amigo da Sofia

.




.




Salve Amigos da sofia!

Este blog está prestes a completar seu primeiro ano de vida, no mês de Abril... Parte desta comemoração é a comunidade
Eu Leio o Blog Amigo Da Sofia criada no Orkut para seus leitores, frequentadores e seguidores... O meu coração está em festa porque, depois de tanto relutar e resistir à idéia de me expor de tal maneira - colocando meus versos na internet para quem quiser ler - este espaço tão lindo e tão precioso aos meus olhos está aniversariando... é uma honra, uma alegria, um prazer enorme poder festejar com meus amigos virtuais, meus colaboradores e com todas as pessoas que, ainda que anonimamente, passam por aqui e deixam suas cores, seus cheiros, seus sabores, seus dizeres...


Muito obrigado!!!


Luz e Paz!!!

Com carinho enorme,
Whesley Fagliari - Amigo da Sofia


sábado, 20 de março de 2010

Migalhas ou Ato Principal

.

Fonte da Imagem: http://aversaodeamor.wordpress.com/2009/08/19/empty/



A maquiagem

Do velho ator gastou

As reluzentes estrelas

Do palco iluminado

Onde ele tanto viveu

Amou

Sorriu

Cresceu

Chorou

Adormeceram

Mas, não se apagaram

Os aplausos


Agora são silêncio

E a ribalta

Um compêndio

De lembranças

Migalhas

Esmigalhadas

Pelo sopro do tempo

Que não esperou

O final do espetáculo

Chegar

Chegou

E não assistiu

O ator

Em seu ato principal

Roubou a cena

E levou

A pena

Que assinaria os autógrafos

Disponíveis

Dispostos

Disparados...



Agora descanso!




* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *




Salve Amigos da Sofia!

Hoje não deixo simplesmente um poema, alguns versos, meus sentimentos, pensamentos e emoções... Hoje agradeço o imenso apoio e precioso carinho de todos os leitores, seguidores e frequentadores deste espaço - que está prestes a completar seu primeiro ano de vida! Aproveito para parabenizar a todos que escrevem, criam, tratam e cuidam de seus blogs mundo virtual a fora... Hoje é o dia do blogueiro... Nosso!!!

Parabéns a todos nós...

Este selo acima foi presente da minha querida amiga Reggina Moon que, entre outros blogs lindos que ela tem, há o Verso & Prosa... Visitem, vocês vão gostar! Obrigado com todo o meu coração amiga Reggina. Parabéns para você também! Quem considerar-se Amigo da Sofia e sentir-se a vontade para levar o selo será um imenso prazer compartilhá-lo... É nosso!

Um ótimo final de semana a todos!


Luz e Paz!!!



Com apreço profundo,
Whesley Fagliari - Amigo da Sofia

segunda-feira, 15 de março de 2010

Reação Nuclear Concentrada

.



A sua luz é tão intensa

E tão misteriosa

Que a vontade de perto ficar

É criteriosa

Manifestação

Do perfume etéreo devastador

De suas asas escondidas

A cativar

O coração do pagão

Religiosamente

Despretensiosamente

Metaforicamente

Cultivado em flores

Solavancos

Reatores

Da minha energia vital...


segunda-feira, 8 de março de 2010

Musas

.



A poesia
Fonte de vida para o poeta
Nasce antes
No ventre
No colo
No solo germinado
De uma mulher...


O meu lado feminino
É bem mais gentil
Doce
Inteligente
e primaveril
Porque é mais corajoso
Simplesmente...


A vida
É feminina
A paixão
Uma atrevida menina
A canção
Delicada e incisiva;
Poética humanização...


A vida que me prepara para a mulher
É florida com réstias
De cores, sutilezas, aprendizados e mais o que fazer
E sei que a força está no coração
E é besteira manter briga, luta, combate
Para concluir que acima de rótulos
Somos seres humanos... Vivos!


***

Salve Amigos da Sofia!

Hoje o dia está bem mais colorido porque é dia de celebração, de homenagem, de reconhecimento e muito mais amor aos seres criados por Deus para nos gerar, nos ensinar, nos conduzir vida adentro e, mesmo às vezes nos ferindo, ainda assim nos fazendo melhores...

Ah, mulheres! Amo-vos! Musas inspiradoras...

E o meu respeito não se restringe apenas às palavras... Saibam caetanamente que "cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é"... Vida longa ás mulheres das nossas vidas! Parabéns pela data comemorativa e por todos os outros 364 dias do ano em que vocês são simplesmente... Mulheres!!!

Hoje as flores são especialmente para vocês!

Luz e Paz!!!


Com carinho, amor, respeito e apreço profundos,

Whesley Fagliari




sexta-feira, 5 de março de 2010

Tropeço

.



A que distância


A minha voz te alcança?


Em que instância


Está a permanência


Do respeito?



Qual a importância


Da ausência


Se as direções


Há muito são outras?





Quantos foram os abraços não dados?

Os labirintos percorridos!

Quais os momentos de disperdício?

Os anúncios não feitos!

Os olhares de afago?

O amor no meu (seu) peito!

quarta-feira, 3 de março de 2010

As Flores e o Jardim

.



Um jardim, geralmente, é lembrado por abrigar encantadoras flores repletas de cores, formas, tamanho e perfumes diferentes umas das outras. Algumas são frágeis, necessitam de cuidados específicos e constantes. Outras se desenvolvem sozinhas e resistem ás mais inesperadas adversidades. Umas sobrepõem-se às outras. E todas, contudo, dividem um mesmo espaço, um lugar-comum: o jardim. Por certo, parece uma troca justa – o jardim abriga, acolhe e dispõe de todas as condições de desenvolvimento para as flores e estas, por sua vez, tornam a existência do jardim mais colorido, belo e feliz. Não é, entretanto, uma relação de dependência. Nem tampouco de conveniência. É uma relação de cumplicidade. Um constante diálogo entre as flores e o jardim. Pensei nesta analogia para falar sobre as relações humanas. Principalmente as relações amorosas onde somos, por vezes, flores e jardim.
Nem todos os dias e momentos são de sol, de brisa ou de harmonia. O inverno deita ao chão as pétalas mais delicadas. Os espinhos acabam ferindo os perfumes mais bem pintados. Daí, o cinza visita morosamente o jardim sem pedir licença. Sorrateiramente aloja-se por entre as flores, que sofrem. Parece não haver cores suficientemente reais para sobreviver. O outono sacode os pensamentos. E as nuvens encobrem os raios luminosos do diálogo. Acaba o entendimento entre o jardim e suas flores. Nada mais parece resistir e permanecer. E, todo este cenário de desordem interior, desenham o melhor cenário para o trabalho do mato, do capim. E existem, ainda, as ervas daninha. Nada mais parece voltar ao que era antes. Por que tudo indica que, mesmo aniquilando todas as ervas venenosas que inoculam suas substâncias ofensivas nas flores mais resistentes, enfraquecendo-as, o jardim já não será o mesmo depois de todo este desgaste. Nem, tampouco, as flores.
E, mesmo no diferente, mesmo nos escombros do que havia anteriormente, é possível reconstruir sempre. Um pode absolutamente viver e sobreviver sem o outro, mas, não haveria a menor graça, o mais ínfimo resquício de cor ou brilho. Houve, todavia, a escolha, a vontade, o dispor-se ao outro, a entrega – tanto do jardim quanto das flores. E é justamente esta a razão para que um zele pelo outro, mutuamente.

Luz e Paz!!!



Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?