E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Alice Desorientada

.



Uma noite escura

Tão preta quanto o preto plano

Dos meus sonhos

Era a única coisa que me seguia...

Como um cão

De grandes e firmes olhos

A me perguntar

Se comigo ir ela poderia...

E eu aumentando a velocidade

Dos passos retrógrados

Sem saber como seria

O metro seguinte de chão...

E das pedras

Que se revezavam em uma real constelação

Eu podia esperar a simetria

Do reflexo das estrelas desconexas a me guiar...

Tudo naquela noite era encanto:

A dor que não existia, a possibilidade de voar

A lua em ciranda a rodopiar

Tão lindo que o sorriso era pai do acalento...


Continuei pelo caminho rumando

A noite logo atrás com o rabo a abanar

Não demorei muito para no horizonte alcançar

O sol sonolento escalando o céu já atrasado para trabalhar...



3 comentários:

  1. Whesley,

    Como é bom começar a primeira semana do ano lendo essa maravilha de poema!!
    Lindo!Alice Desorientada...amei!

    Um beijo e ótima semana!!

    Reggina Moon

    ResponderExcluir
  2. QUERO TE DESEJAR UM 2010 CHEIOS DE REALIZAÇÕES.

    GOSTEI DA SUA ALICE DESORIENTADA... KKK

    BEIJOS EM VERSOS!!!

    ResponderExcluir

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?