E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

domingo, 31 de maio de 2009

Fadas

.


Suaves brisas

Suspiram em hálito macio

O vazio

Por onde viajam as fadas

Cintilantes

Constantes

Permanentes em meu pensar.

Sininhos tocam

E uma grande asa me envolve

Trazendo proteção em forma de calor

Lanço-me no ar e flutuo...

No seu olhar

Perco o sentido e me encontro

No espasmo de tal êxtase

Perdido na confusão

Na condição

De revelar teares

Onde os fios dos amores

São tecidos, emaranhados.

E tudo na incerteza

De tornar nobre, conceder realeza,

Ao espírito ainda tão pobre

Cultivado em aspereza.


Mas, as fadas continuam voando...




Mais um dos poemas construidos junto com a minha fada amiga Luciana de Lima... Linda menina que com seu jeito de criança e sabedoria de mulher me traz tanta magia e conforto permeando nossa amizade incrível com os sorrisos mais sinceros e eternos... Lu, amo você!


O Sofia Ganhou Outro Presente...

.

Olá Amigos da Sofia!

Recebi da amiga Ângela Guedes e do seu belissimo blog este presente maravilhoso. Comovido sempre e com o coração repleto de gratidão agradeço muito o carinho de todas as pessoas que acreditam na verdade e na sensibilidade do que escrevo e exponho aqui no Sofia, meu mundo
encantado onde posso ser eu assim... Exatamente e simplesmente eu!

Muito, muito e muito obrigado amiga Ângela! Você sabe do apreço imenso e do carinho profundo que trago por ti...

Eis a explicação da costrução do selo:

"É um prêmio que homenageia os melhores blogs e tem sua simbologia nas cores que utiliza. A cor azul representa paz, profundidade e imensidão. A cor dourada a sabedoria, a riqueza e a claridade das
idéias. O prêmio em si representa a união entre os blogueiros."

As regras:


"Colocar o prêmio em situação visível ou linká-lo. Anunciar através de um link, o blog que o premiou e premiar até outros 15 blogs, avisando ao blogueiro sobre a premiação.”

Meus eleitos:

Todos os Amigos da Sofia que seguem este blog e que estão comigo sempre... Quem sentir-se a vontade e homenageado leve o presente, pois, compartilho agora com os meu amigos. O presente é para vocês também.

Luz e paz!

Com carinho enorme sempre,
Whesley Fagliari

sábado, 30 de maio de 2009

Soneto da Inspiração

.


Há uma janela com grades

Por onde a minha visão escapa

E me leva até os mais longínquos vales e lugares

Vilarejos do reinado que não estão mais no mapa.


O meu corpo é limitado, mas, a minha poesia não

E é ela, esta tão refinada e gentil rapariga,

Que me concede afagos ao coração

Sorrindo e livrando minha alma da consternação.


Tudo ela é capaz de colorir

Com um semblante tão vivaz e permanente;

Os minuetos dançados ao longe consigo ouvir.


São laços tão firmes que posso voar

Mesmo sabendo que aquelas grades estão lá

Mas, há tanto que liberto posso infinito alcançar!


quinta-feira, 28 de maio de 2009

Manifesto dos Malditos!

.


Sou da laia dos poetas

Ando com o povo de sandália

Com os desempregados

Os profetas esquizofrênicos, maníacos

Com os andarilhos, pedintes

Ando com os andantes

Caminhos construídos juntos

Com os boêmios, as putas

Sem casa

Os putos, sem raça

Os hippies, os guerreiros da luta

Branca, sem armas opressoras

O discurso não acabado

Constantemente mutante

Somos os doidos, os rejeitados

Os ditos malditos, os vagabundos

Escandalizados

Que sonham, sempre sonham

Os pervertidos, os amaldiçoados

Que não matam, nem ferem

Tampouco excluem

Alguém

Só porque é diferente

E, no entanto, marginalizados

Negros, judeus, gays, maconheiros

Carecas, desdentados, cadeirantes

Marinheiros, miseráveis

Somos todos navegantes

Da mesma embarcação...

O meu nojo, o meu protesto

O meu asco, repúdio manifesto

Contra todos os normais

Contra toda a auto-suficiência

Dos expoentes da arrogância

De quem quer ser superior

Quem atravessa a rua

Pelo simples dissabor

Do medo tão dominante

Parco pavor

De alguém, pasme!, que é o seu semelhante.



video
Atenção: Cenas fortes e contundentes. Cuidado!


Olá Amigos da Sofia!

Hoje deixo aqui a minha manifestação de repúdio ao que um ser humano é capaz de fazer com outro... Simplesmente não entendo e não aceito nada que se aproxime de qualquer coisa que lembre a violência. Dia 18 de Maio foi o dia nacional da luta antimanicomial no Brasil. Todos os dias é preciso gritar um basta ao horro
r que fazem em nome sabe-se lá de que ou de quem... Se todas estas pessoas são loucas, sou também! Que hospício maior não é este em que vivemos chamado Mundo? Hoje a minha poesia vem para chocar. Para doer! Para mover! Para dizer NÃO!



terça-feira, 26 de maio de 2009

Rodopio


.



Eu quero ser um palhaço

Para rir e fazer sorrir.


Dar cambalhotas em meu coração


E enganá-lo...


A cada rodopio


Quero a minha alma tão aberta


Que eu pareça estar do avesso


De tão escancarada que a vejo.


Desarmar o tempo com flores


E sentir os tambores


Da tribo das margaridas


Ecoarem soluções invisíveis


No meu sorriso noturno.


Perco-me na carícia do vento


E escuto a lua


Que sussurra


E capina o meu pensamento


No que posso pertencer.



E que palhaço eu posso ser?


Foto: Cirque Du Soleil


Saudações Amigos da Sofia!

Esta publicação de hoje é muito especial para mim, pois, é um poema que escrevi a quatro mãos e dois corações. Eu e minha querida amiga Luciana de Lima. Nos momentos de confusão, de sorrisos, de lágrimas, de caminhadas e corridas, de cervejas pretas, de suspiros, de passeios e de tantas outras coisas, entre um sorriso e uma gargalhada escrevíamos a uma só caneta... Amo estes textos porque eles me trazem minha querida amiga-irmã que nunca saiu daqui de dentro... Lu, o melhor da nossa poesia para você!


segunda-feira, 25 de maio de 2009

Planta

.


Há certos dias

Em que as feridas

Estão doloridas

E nada há a fazer

Senão agüentar a dor

Abrindo um sorriso

Enganando o coração


Manhoso, chorão


O céu azul

Também tem seus momentos

Sozinhos

Quase sempre

Ninguém o observa

E, às vezes, chove

Lagrimas e orvalho...





domingo, 24 de maio de 2009

Constelação Particular

.



Onde o meu coração pode chegar

É mesmo lá

Que estou

Sempre a te procurar

Na esperança de ver aflorar

Todos os nossos sonhos

Realizados...

Sonhos arquitetados

Com cristais de amor

Pensamentos desenhados

Em um papel colorido

Uma espécie de teto transparente

Uma constelação particular

Na constância reluzente

Onde só quem pode chegar

Sou eu e você

Quando nos deitamos

E o mais simples sorriso

É o mais forte esconderijo

Onde nos abrigamos...

E existimos!




Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?