E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Dobras

.


A gravidade

Sobrepuja o corpo já cansado

A vontade

De parar o caminho

Vem forte

E destrutiva

Como um tufão marinho

Que arrebata todo o encanto

E afoga

E deforma

O que nunca fora simétrico

O que jamais dobra

As dobras

Que o sentimento hipnótico

Procriou

Aqui

Bem fundo em mim...



video

4 comentários:

  1. Forte seu texto!!Necessário vontade forte para se lutar contra a força do tempo e da gravidade!

    Beijos!

    Sonia Regina.

    ResponderExcluir
  2. Gostei ...

    Bem direto ... gosto de poesia assim.

    parabéns

    ResponderExcluir
  3. Às vezes a vida oferece momentos assim...
    Mas nunca suficientemente fortes para arrebatar todo o encanto... Prova disso são os poemas lindos que nascem deles.
    Maravilhoso!
    Abraços,
    Helena.

    ResponderExcluir
  4. É sweet

    Quem nasceu com a leveza do espírito latente, não suporta o peso e arrasto do corpo...Quem nasceu sentindo na pele a ilimitada forma da alma, não aceita muito bem as geometrias desse mundo...

    Cuide-se
    =)

    ResponderExcluir

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?