E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

sábado, 25 de julho de 2009

Sapato Torto

.


Um horizonte sem nuvens

Uma estrada sem direção

Meu sapato torto

Meu caminho incerto

Eu de encontro marcado

Com o meu destino

Um olhar triste

Que mais parece um pássaro

Sem asas

Um verso sem rima

Uma prosa sem coerência

Um cão

Latindo na madrugada...

Eu quis sair

Sem despedida

Quis ficar

Mas, já sem saída

Tive que correr

E a chuva disfarçou

A noite

Fugindo pelos meus olhos.


***

Este poema é do meu livro "Os Ventos Que Sopram Forte Demais", ainda não publicado.

9 comentários:

  1. Lindo poema!
    Perfeito.
    Parabéns!

    Uma linda semana pra ti.
    BJ.

    ResponderExcluir
  2. Olá,amigo Elfo-Poeta! Adorei seu poema! Por que vc não entra em contato com a Editora Novitas e verifica a possibilidade de publicação de seu livro?Um beijo perfumado de frésias amarelas!

    ResponderExcluir
  3. Amigo querido! Passa lá no meu blog e pega dois selinhos que lá estão lhe esperando!

    ResponderExcluir
  4. Oi Whesley!!!
    Passei aqui para te desejar uma maravilhosa semana e obrigada por aceitar o selinho.
    Beijinhos
    Ângela

    ResponderExcluir
  5. Noite fugindo pelos meus olhos.
    Excelente metáfora, quando o tempo foge aos nossos olhos e nós ficamos parados em nós, com passos de sapatos tortos.

    Tristes letras, perfeitas imagens que delas brotam.

    Um beijo Lilás em tua semana!

    ResponderExcluir
  6. Olá Sweet Sweet *.*

    Pense assim:pelo menos só os seus sapatos estão tortos, e essa sua amiga que vos fala,que por sempre ter torrenciais chuvas nublando os olhos,tropeço sempre na realidade dura,e acabei perdendo os próprios pés...

    Cuida-te
    Ofereço-te as mãos se por um acaso caires no caminho.

    ResponderExcluir
  7. Menino, que construção lindíssima!?

    Versos cadenciados e elegantes, com metáforas na medida certa. E o melhor: sem vícios e obviedades.

    Parabéns

    Lu

    ResponderExcluir
  8. Vezes me sinto...
    "Um verso sem rima"
    Sem asas, nem horizontes!!!

    Sentimento puro, Amigo Wesley!!!

    Beijos pra ti...
    No coração!!!
    Iza

    ResponderExcluir
  9. Tenho lido suas abstrações e muito me encanta a sua não vergonha em relatar a tristeza, a incerteza, mas sempre deixar as coisas com um pouco de esperança.
    Pelo menos esse é o modo que vejo (:
    Ótima semana para ti
    Beijos
    Soph ~*

    ResponderExcluir

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?