E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Pena



Tenho usado a pena

Somente para os versos

Nada além disso

E é por isso

Que andam me olhando

Torto

Reboliço

Andam me olhando com pena...


Muito pior para safena

De quem cria alarde

E morde

Os cantos dos beiços

A me ver passar

Com esse jeito diferente

Com uma postura intrigante

Com esse olhar estridente...


Parece que ouço

O vosso pensamento

Arcabouço

De tamanha ignorância

Que dizem:


- Como é que deixam um maluco desse por ai?

- Será que é perigoso?

- Será que é doido da vida desgostoso?

- Será que pode matar? Me matar? Se matar?


- Vai ter velório na cidade?

- Qual a idade do morto?

- Morreu de que?


- Coitado! Um moço tão bom...

6 comentários:

  1. Que bem colocado :)
    A pena, a inveja e a incompreensão sempre de mãos dadas.
    Além disso, também sempre me intrigou porque quando alguém morre se torna num anjo, todos se esquecem do que foi feito, porquê esperar pela morte, porque não fazer isso em vida?!?

    Lindas palavras, mais um sopro na minha mente!

    :*

    ResponderExcluir
  2. "Como é que deixam um maluco desses por aí?"
    É isso mesmo que somos Whesley... Pela poesia!

    Muitíssimo grata pelo presente. Como "usuária terminal" e blogueira iniciante, ainda não sei seguir regras.

    Consegui postar o selo no meu blog e colocar o seu link! Acredite, já foi uma vitória, hehehe.

    Esse poema é a minha cara! Adorei!
    beijos
    Rossana

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Olá Sweetheart...

    Pena só fica bem nos pássaros não é mesmo...Lindas,coloridas...O Ser humano não é digno de pena...

    Um ENORME e LARGO sorriso =)

    ResponderExcluir
  5. Pena > "Sentimento de desgosto que se experimenta vendo alguém sofrendo"


    Mamãe diz que pena é algo dos pobres de espíritos.

    Obs.Tive que rir um pouco da sua votação ao ler " Não volto Mais aqui"
    huhaushahsahhsa
    Seu blog é ótimo, é preciso odiar a poesia e ainda assim ficaria difícil de não voltar =)


    bjO

    ResponderExcluir
  6. Oi meu lindo amigo,
    já disse antes que você me descreve, nos descreve. Poetas loucos, todos, perigosos mesmo. Armados até os dentes. Na mão a rosa, na língua a espada.
    Muitos beijos
    Lila

    ResponderExcluir

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?