E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

terça-feira, 14 de abril de 2009

Um Sol de Contestação






Procurei

O que há de melhor em mim

E melhorei

Enquanto a busca sem fim

Aquecia

Minha inquietação

E ditava regras

Violando cada exceção

E produzia fumaça

Da exaurida emoção

Renovada ameaça

Trazida

Por um sol de contestação

Que governa o vento

Soprando acalento

Para onde

Já não chega a imaginação

Sem sossego

Sem enredo

Dormente

Nos braços amputados da proteção...

***
Eis outro poema do meu livro ainda não publicado "As Flores Que Resistem ao Inverno".

9 comentários:

  1. Oie Wesley Boa Tarde Querido!!
    Vou bem sim muito obrigado!!
    Quanto a me tornar amiga da Sofia , não poderia ser diferente.
    Não sou uma pessoa filosofica na formação, mais gosto de pessoas que filosofam e que me faaem parar para refletir sobre determinados assuntos e aspectos , entao vindo ate o seu blog nao poderia ser ao contrario...
    Me tornei seguidora e amiga do seu blog.
    Essa inquitação sitada no seu lindo poema , nada mais é do que uma constante em nosso seres humanos.
    Estamos sempre em busca de algo, seje ele material ou espiritual .
    E mesmo quando tudo parrece "perfeito" ainda nos inquietamos.
    Sua imagem antes do poema , passa muito bem um espírito inquieto a olhar o Horizonte a procura de algo que talvez nem ele(a) mesmo saiba!!

    Beijos querido!!
    Tenha uma tarde lindona viu?

    ResponderExcluir
  2. Esse teu livro vai ser muito legal, pela amostrinha! um abraço,chica

    ResponderExcluir
  3. Me dê licença pra te seguir. Não como uma sombra, que ora está à frente, ora atrás. Mas como amiga, e estar sempre ao lado.
    Um grande beijo
    Lila

    ResponderExcluir
  4. Sou aprendiz

    Querendo sempre saber

    Sou pássaro

    Sempre a voar

    Sou a água

    Que continua a correr

    Sou o vento

    Que continua a soprar.

    Plageando você me auto defini.
    Adorei tudo que lí.
    Sei que voarei por aqui.
    Abraços
    angel

    ResponderExcluir
  5. Também sou amiga da sofia.Amo o saber!
    Atualmente estou relendo o"O mundo de Sofia". Muito legal, penso que se as pessoas se dedicassem um pouco mais à filosofia, a filosofar aprenderiam mais e viveriam mais felizes.
    Abraço
    angel

    ResponderExcluir
  6. Antes de mais, obrigada por seguir o meu Grimoire, espero poder aprender ou reaprender muito consigo!

    Este poema, parece-me, que merecia sair publicado pois tem uma força e profunidade que poderia ser útil a muitas pessoas, por isso, obrigada por o tornar público aqui :)

    A busca da perfeição, a busca do Graal, a busca de algo é de facto o que faz o ser humano andar, caminhar, avançar, errar, corrigir, emergir, mas também cair, chorar, desesperar...

    Enfim, adorei o poema, faz-me pensar na eterna Roda da Vida, nos ciclos naturais, na Vida e na Morte, mas acima de tudo nas Flores que resistem ao Inverno ;)

    Parabéns,

    Shin Tau

    ResponderExcluir
  7. Passei para te deixar um abraço e o desejo de uma otima quarta feira!
    Abraço

    ResponderExcluir
  8. Sábias palavras...
    E quem não arde por sob o sol da contestação?Mesmo o mais frio dos homens,se estremecem diante de tal fulgor...

    Um ENORME e LARGO sorriso
    Continue contestando!!!




    PS:Adoro as músicas que tocam cá no seu cantinho,inspiradoras não !?!

    ResponderExcluir
  9. irani do vale15 abril, 2009

    Profe,amei visitar-lo,adorei as músicas e mesmo dentro das minhas limitações pude entender as coisas escritas por ti.Parabens.

    ResponderExcluir

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?