E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

sábado, 11 de abril de 2009

Flor de Anômalo



Tantos telhados te abrigaram

E outros tantos cobertores te aqueceram

Enquanto você visitava o desconhecido

Para trazer em seu coração já remido

A anomalia

Que outrora esbaldava corpos sadios

Na tentativa insana

De uma cura profana

Para os anseios tantos

Correr já não te basta

Morrer já não é importante...

E outras horas

De uma regra tão gasta

Não mais te aflige o sorriso

Em seus fortes delicados passos

Que trazem o corte preciso

Na vastidão do jardim

Que exala perfumes incoerentes

E espinhos servindo de laços

Para as rosas mais eloqüentes

E tudo bem pra mim

Se assim

Você consegue ser feliz

Fingindo (para si mesma) como atriz.


8 comentários:

  1. Muito lindo esse poema.E que bom que não precisemos ser atores, fingindo ser feliz! Uma linda Páscoa pra ti,abraço,chica

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Obrigada por estar no Arco-íris.
    Nós também vamos estar aqui. Nem sempre com o tempo que gostaríamos, mas sabemos que existes, pensamos em ti , no pirata às escurss, com carinho.
    Votos de Boa Páscoa!
    PS: às 4ªs, temos RECICLAGEM emocional no arco-íris. esta 4ª é dia 15, dia de tertúlia virtual , cujo tema é o prazer. Logo a Reciclagem será na 5ªFº . Aparece, falar de gaffes, de coisas que não estã a correr como queríamos no dia e o que APETECIA fazer, comentar o comentário dos outros, visitar os seus blogs e deixar algo que o faça rir.
    Tranmutar TUDO EM RISO!

    ResponderExcluir
  3. Somos por certo, todos nós, anomalias quando nos desviamos da generalidade. E não creio em seres humanos genéricos. Lindo poema.

    Adorei seu cantinho e mais ainda sua auto-definição. Se você é só o nó do pó, você pode ser um furacão.

    Abraços
    Rossana

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. muiiito lindo poema..parabéns

    e certo que tem pessoas que querem fingir para elas mesmas uma coisa que ta muito na cara..

    abraço e boa páscoa

    ResponderExcluir
  6. Olá Whesley. Seu verbo é lindo. Lindo como é o amor em todas as suas nuances. E assim, quando leio, me sinto mais humana...
    Um grande beijo.

    Lila...

    ResponderExcluir

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?