E pode haver em um único sol

Milhões de horas

Para a poesia que aflora

Transformar o meu espírito...

Atualizações do Amigo da Sofia em seu e-mail. Cadastre-se!



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

terça-feira, 21 de abril de 2009

Através da Escuridão





O orvalho

Pranto silencioso
Da madrugada solitária
Desliza através da escuridão

Bebendo o tempo devastador
Com o coração oxidado
De passo descontinuo
Já não enxerga os caminhos

Que a lagrima quente
Com a pele desenha
Um mapa da solidão
E para maltratar mais empenha

O dia, na iminencia de aportar,
Como a fênix a reaparecer
Quis fazer mais do que iluminar
E concedeu fogo ao sol para aquecer.


11 comentários:

  1. De tão belas palavras, e de tanta claridade meu amigo que chega até assustar.
    Sou formado em Letras, e digo-lhe, com humilde propriedade, que esta sagacidade e suavidade em mostrar a dúvida, a certeza, a verdade... A Humanidade; poucos na escrita arte, como tu, souberam expressar.
    Merecido sucesso, um forte abraço, e cada vez mais nos deleite com tuas poesias que chegam a brilhar.

    ResponderExcluir
  2. Mto profunda sua poesia,profunda e filosófica!Acho que me passa a idéia de solidão,nostalgia de sentir o que se foi,de não ser nunca capaz de atingir o horizonte do Sonho,de se incendiar nas próprias chamas para iluminar a escuridão em torno...de mergulhar no seu abismo interior e retornar tão fulgurante qto uma estrela! Morrer,para das próprias chamas,renascer!Parabéns!Amigo! Bjos!

    ResponderExcluir
  3. "Que a lagrima quente
    Com a pele desenha
    Um mapa da solidão
    E para maltratar mais empenha"

    Poetas...
    Botam o dedo na ferida. Curam-na às vezes...

    Que Deus te dê a mão conforme sugerido na imagem.

    Todos os elogios que vi são merecidos.

    Lila

    ResponderExcluir
  4. Ola caro amigo:

    Tenho cá comigo que quando faz-se luz,da escuridão agora iluminada,nascem as sombras...É um dia que amanhece a noite...
    Lindo poema,gosto de todas as tuas Luas!!!

    Um enorme sorriso =)

    ResponderExcluir
  5. uma forma de fazer poesia, de forma lírica e intensa, é tatear o silëncio, assim como tecer intimidades com o escuro possibilita tangenciar o indizivel. belo poesia!

    ResponderExcluir
  6. "E concedeu fogo ao sol para aquecer".

    Belíssimo!

    ResponderExcluir
  7. "O dia, na iminencia de aportar,
    Como a fênix a reaparecer
    Quis fazer mais do que iluminar"

    Uma beleza forte e doce,com as palavras certas para expressar sentimentos diversos!

    Parabéns!Beijo!Sonia Regina.

    ResponderExcluir
  8. Fantasti8co teu blog, maravilhosos teus poemas!
    Poderia ter feito comentário em quaisquer uns pois são todos lindissimos!
    Parabéns poeta vieri todos os dias aqui com certeza!

    beijos meus!

    ResponderExcluir
  9. A amizade é o fruto da consciência do amor puro, simples, pelo próximo.

    ResponderExcluir
  10. Simplesmente Lindoooooooooo!!
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Adorei!!! Mavilhoso mesmo!!! Vou me tornar uma leitora assídua do seu blog! Você escreve muito bem viu?
    beijos ^^

    ResponderExcluir

"O que você não pode eu não vou te pedir e o que você não quer eu não quero insistir..." (Humbeto Gessinger)

SEU COMENTÁRIO SERÁ RESPONDIDO AQUI NO BLOG MESMO. OBRIGADO!

Related Posts with Thumbnails

O Que Você Procura no Amigo da Sofia?